UFPR cria Centro de Ciências Forenses em parceria com PF e Polícia Científica do PR

A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do Setor de Ciências Exatas, oficializou sua parceria com a Polícia Federal e a Polícia Científica do Paraná através da criação do Centro de Ciências Forenses (CCF), no qual participam laboratórios do Departamento de Informática, como o Centro de Computação Científica e Software Livre (C3SL), do Departamento de Química, com sua Central Analítica, e do Departamento de Geologia, com o Laboratório de Análises de Minerais e Rochas (Lamir).

Imagem: Science Photo Library / Getty Images.

Entre as atividades que serão desenvolvidas no Centro, estão a análise de solo, microvestígios, gemas, Novas Drogas Psicoativas (NSPs), danos ambientais e o desenvolvimento de sistemas e banco de dados forenses.

Marcos Sunye, diretor do Setor de Ciências Exatas, afirma que o CCF tem o objetivo de fomentar a interdisciplinaridade e a pesquisa na Pós-Graduação, onde “a universidade irá trocar tecnologia, fazer análises e submeter projetos aos órgãos de fomento em parceria com a Polícia Científica do Paraná e a Polícia Federal”.

“O Estado da Arte de áreas do conhecimento (…) só é alcançado com a dedicação plena de estudantes de Graduação e Pós-Graduação em coordenação com os Peritos Criminais demandadores de soluções rápidas e cientificamente sustentáveis”

Segundo Fábio Salvador, Perito Criminal Federal e membro do Grupo de Pesquisa em Geociências Forenses, “o Estado da Arte de áreas do conhecimento como Geologia, Química, Ciências da Computação, Física, Biologia e muitas outras só é alcançado com a dedicação plena de estudantes de Graduação e Pós-Graduação em coordenação com os peritos criminais demandadores de soluções rápidas e cientificamente sustentáveis”.

Além disso, Salvador ressalta o benefício mútuo que a parceria trará: “resultados práticos muito rapidamente, produção de soluções para aplicação na área da Criminalística, suporte para confecção de laudos criminais, trabalhos acadêmicos inovadores e de qualidade internacional e desenvolvimento de soluções para problemas inesperados na persecução penal”.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

Veja Também

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: